30 de nov de 2016

Desafio Literário - PH Poem a day

Meu nome não é abismo. E eu estou aqui novamente. Não apenas para exibir meu estilo prolixo e irremediável, mas para descrever um dezembro de pequenas tragédias e recortes*. Estou aqui para cumprir uma promessa antiga: "a promessa de que irei voltar".

O projeto PH Poem a Day é um desafio literário que acontece durante o mês de dezembro. Foi criado pela blogueira Vanessa Chanice. Durante todo mês, os participantes escrevem um texto por dia inspirando-se em um tema específico. Dilvulgando o texto nas redes sociais, cria-se uma atmosfera divertida de compartilhamento e grande oportunidade para conhecer novos autores da internet e fazer amigos. Para mais informações sobre o projeto, clique aqui.
*Referência ao livro Recorte! da jornalista Talita Guimarães

29 de fev de 2016

Palavra por palavra

Meu nome não é abismo. E eu estou aqui. Com as minhas cores novamente. Não apenas para exibir meu estilo floreado de um assassino feito de caracteres inefáveis, mas para descrever o mundo de pequenas tragédias e existências cadentes. Estou aqui para contar minha história, palavra por palavra...





E espero que estejam dispostos em conhecer minhas cores. Muito obrigada a vocês que estão aqui dando os primeiros passos em um reino construído por uma nefelibata! Seja bem vindo a minha nova casa! Sintam-se a vontade...  E se vocês assim desejarem, podem deixar algumas flores em forma de palavras!

21 de jan de 2015

Querido des(conhecido),


Tantos minutos gastei escolhendo as frases certas para contar minha vertente trágica, mas tenho certeza que você já deve cansado dessa ladainha que nunca termina com um ponto final... O que me resta é pedir desculpas e informar que meus dedos apenas digitam os fardos que coleciono em forma de escombros. Certamente, este é o primeiro dos verbos que carrego nos ombros. Sim, esses relatos são meras referências a monarquias que eu criei no passado. Mas, apesar de todo esse drama, espero que gostem dos livros que leio, dos lugares que sinto e do mundo onde respiro. Aqui jaz toda a melancolia e alegria de um coração pela metade... Lembrem-se: apesar de cultivar flores mortas, sempre existirão borboletas no âmago prontas para se tornarem palavras. Sejam bem vindos ao meu reino deturpado por uma fatalista poesia em forma de contos de fadas!


(Pauliane MS. Miami, 21/01/2015 - O dia em que estou partindo)
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Modificado por: Pauliane Santiago| Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo